Querido diário…

12 Abr

A princípio eu ia escrever um post sobre diário alimentar: sim, o famoso e conhecido amigo da dieta! Mas percebi que seria, por si só, um texto incompleto. Acontece comigo, provavelmente acontece com você: não dá para separar a dieta do que estou sentindo, de onde estou e do que acontece comigo. Que assim seja: vamos falar do diário como um todo – o amigo da dieta, do amor não correspondido, lembrete para compromissos futuros, abrigo de segredos e memórias. E o que isso tem a ver com diabetes? TUDO! Quando questionei a nutricionista Erika Alvarenga (@NutriAnalise) sobre a eficácia dos diários alimentares, ela me respondeu: “Fazer diários alimentares nos ajuda a se perceber. Vai além de emagrecer!” Acho que é isso mesmo. Anotar o que comemos e sentimos faz com que a gente aprenda a lidar com as diferentes situações. Anotar tudo pode ser uma chatice para alguns, mas é uma ferramenta importante para quem busca emagrecer e mesmo para quem busca um autoconhecimento e algumas respostas (você já ouvir falar de terapia-nutricional?) – Um diário bem feito permite ao dono (e ao nutricionista, psicólogo, médico, …) visualizar aquilo que está acontecendo durante o dia, permitindo assim uma (auto)censura /correção em casos necessários. Nervosismo, TPM, ansiedade, insegurança, encontro com amigos, datas festivas, empolgação, horário de aplicação da insulina, entre outros, alteram a dieta e a glicemia de qualquer um: no diário, é possível notar tais alterações e treinar alternativas para estes momentos – assim como estas informações, outras do gênero são ótimas fontes para discutir com o paciente os motivos implícitos da sua atitude. Que tal fazer compras? Sair com um amigo? Assistir televisão? Ler um bom livro? Ou simplesmente, comer a coisa certa? Vale o que preferir e for melhor para você. Mas lembre-se: Anote!

Anúncios

4 Respostas to “Querido diário…”

  1. elisakobay 12 de Abril de 2010 às 4:53 PM #

    Muito importante este post! Anotar o que sentimos, comemos, enfim, nos auxilia muito a saber um pouco mais de nós…perceber-se é fundamental! Parabéns pelo post! Um grande abraço

    • Carol Naumann 12 de Abril de 2010 às 9:14 PM #

      Obrigada, Elisa, concordo contigo: perceber-se é fundamental!
      Continue por aqui!

  2. roberta 13 de Abril de 2010 às 10:37 AM #

    Eu tenho Carol desde que me tornei diabetica ,ja estou com uma colecao grandinha ,anoto tudo mesmo assim igual vc falou ,alem da comida ,as dosagens ,basal ,horarios ,desde uma simples dor de cabeca ,ate mesmo os seios doloridos indicio de que meus dias vao ficar dificies ,que a danda TPM vem me visitar ,ai minha glicemia com ela fica dificil de controlar ,mais tudo vai embora quando vem a mestruacao ,e muito bom por que eu pude me conhecer e assim posso me ajudar .
    bjim

    • Carol Naumann 13 de Abril de 2010 às 12:08 PM #

      Bom saber que você faz, Roberta! É tão bom quando a gente passa a identificar o que se passa com a gente e melhor: sabe o que fazer para evitar exageros… Se cuida!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s