O Diabetes e a Culpa…

9 Abr

Me lembro até hoje da minha primeira pergunta segundos depois que recebi o diagnóstico: por que eu? – Eu tinha que colocar a culpa em alguém/alguma coisa. Achei que não conseguiria carregar este peso sozinha… Culpada eu? Culpada você? … Mas com o tempo e muita conversa a gente aceita e percebe que esta culpa não tem razão de ser, e que nem sempre tudo tem motivo (se tem, esta questão não cabe a mim). Passado/resolvido este sentimento de culpa, a vivência da situação nos traz outra: se eu não fosse diabética, meus pais dormiriam mais tranqüilos. Não adianta negar: a preocupação (a mais) que gero me incomoda… Para amenizar isso, a única saída que consigo encontrar é me cuidar bem – entre outras coisas, significa uma tentativa de deixar meus pais menos aflitos. Mas e quando não consigo deixar meus números em ordem? Culpada em dobro: por não conseguir me cuidar como desejo, por gerar preocupação no coração alheio. Claro que quero e gosto quando se preocupam comigo, me sinto querida e amada, mas não queria que fosse além do normal: se estou feliz, se vou fazer as escolhas certas, se vou me sair bem… Como não tem jeito, a melhor maneira é a conversa. Conversa com eles, com amigos e com a psicóloga, porque não? Ótimo se parasse por aí, mas ainda carrego a culpa dos gastos extras: medicamentos, insumos, exames, médicos, tratamentos alternativos, comida diet, … Sei que o dinheiro gasto nisso poderia ser aplicado, utilizado em outras coisas, guardado. Mas não, é um gasto mensal – e pior, sem prazo de validade! De novo, não há nada que boas conversas não resolvam, mesmo que temporariamente.  Não posso dizer que me livrei dos fantasmas da culpa, mas quando eles voltam a me assombrar, procuro aceitar a condição como outra qualquer, penso que meus pais não se importam em investir no meu tratamento e que assim o fazer por que me amam. Descobri que, realmente, a melhor maneira de agradecer e não me sentir assim é me cuidar. Vou provar que o esforço de todos que me cercam, inclusive o meu, vale a pena… e você, carrega alguma “culpa”?

Anúncios

11 Respostas to “O Diabetes e a Culpa…”

  1. Nicole 9 de Abril de 2010 às 5:50 PM #

    E como!! Às vezes acho que ser mãe = ser culpada !! Me sinto como vc apesar de não ser diabética. Minha filha que que é. Mas são MEUS pais que tem esses gastos todos e essas preocupações também. Moro na casa deles. Estou desempregada, e a grana da terapia, da psicopedagoga, do médico, dos insumos, medicamentos, acaba saindo do bolso deles. E o melhor que eu posso fazer é cuidar bem da Vivi. E aceitar essa grana que certamente é vinda do coração. Que não será pedida de volta com juros. Hoje eu consigo aceitar melhor essa condição de ‘aceitante’ !! Afinal…não tenho de onde tirar. Me sinto culpada? Sim sempre, por esses e outros diversos motivos, mas acredito que o que é dado de coração não deve virar culpa pra quem recebe !! Difícil tarefa. Porém sigo tentando….

    • Carol Naumann 9 de Abril de 2010 às 7:16 PM #

      Tenho certeza que essa dedicação dos teus pais é de coração. Não sinta culpa, mas sim, orgulho de ter uma família assim! E que a Vivi saiba valorizar isso também! Cuidem-se!

  2. Marcelo Raydo 10 de Abril de 2010 às 2:05 AM #

    Carol, sinto ódio de saber que 21 milhões de brasileiros são diabéticos! Ódio pq sei q talvez a cura não seja interessante, pois com esses números altíssimos… que laboratório vai desejar nossa cura? Seremos sempre dependentes, pois a cura não é lucrativa o suficiente!!! :(

    • Carol Naumann 11 de Abril de 2010 às 4:38 PM #

      Em partes, concordo contigo, Marcelo. Mas tem uma parte de mim que não deixa de acreditar que, em alguns anos, vamos estar curados. Acreditar nisso também me ajuda a seguir em frente. Eu pago pra ver! =)

  3. roberta 10 de Abril de 2010 às 7:46 AM #

    Eu nao sinto culpa e nao culpo ninguem ,eu pago meus gastos e nao levo nada como peso ,sera que eu vejo tudo leve demais? Porque ?
    nao vejo a diabetes com essa cara nao ,pra mim o que mudou ,ter que medir a glicemia antes de comer ,ter que fazer diaeta vitalicia ,ter que aplicar insulina ,me preocupar claro com as complicacoes ,mais existem doencas piores ,minha amiga morreu um ano depois de descobrir um cancer com 24 anos ,eu sei que anda e por acaso ,minha diabetes e so minha nao quero trocar de lugar com ninguem ,ninguem tem culpa nem eu ,pronto faco o que tenho qeu fazer e vivo tao normal ,sera que vivo fora da realidade????Me respondam sinceramente ! Ah sei la vou fazer o que ,alem de me cuidar ?

    • Carol Naumann 11 de Abril de 2010 às 4:40 PM #

      Acho que você está certa, Roberta! Que bom ver o quão resolvida és. Ainda chego lá! rsrsrs

  4. roberta 10 de Abril de 2010 às 7:47 AM #

    Eu tb pensei isso que o Marcelo falou acho que a cura nao e lucrativa o suficiente me questiono sobre isso tb.
    bjim

  5. Marcelo Raydo 10 de Abril de 2010 às 7:19 PM #

    Meu pai morreu ferrado por consequencia da diabetes, minha mãe também não acabou bem etinha diabetes! Isso há muitos anos atras… caraça, houve melhoras desde lá, mas não houve solução!!! Será que eu vou morrer ferrado também? Quantos mais ainda vão morrer, ou ficar mal por causa disto? E nem um laboratório, ou maluco descobriu uma cura??? Como assim??? Não quero viver espetando um monte agulha pelo corpo e não me agrada ver as crianças passando por isto!!! A grana que rola em cima da gente é muito grande… somos uma nação gigantesca só no Brasil… pq perder esta boquinha??? Que saco… as doenças parecem existir e circular por aí por causa do lucro que elas promovem e não por causa de incompetência dos estudiosos no assunto!!! :(

    • Carol Naumann 11 de Abril de 2010 às 4:44 PM #

      Como já disse, paciência: mais alguns anos e rotemaremos este assunto… Enquanto isso, cuidem-se!

  6. Ki 14 de Abril de 2010 às 3:09 AM #

    Ca, trago aqui apenas meu ombro enorme, meu abraço e minha força para te ajudar sempre que precisar! Não se sinta culpada, você não tem culpa nenhuma! Todos ao seu redor fazem tudo de coração e quando damos algum puxão de orelha é pq te amamos e queremos seu bem. Mas não cuide-se pelos outros ou para deixar alguns menos preocupados. Cuide-se por você.

    • Carol Naumann 14 de Abril de 2010 às 1:50 PM #

      Me cuido por mim, também. Mas a culpa vem, as vezes, “em função” dos outros.. É difícil explicar! Obrigada pela força e carinho de sempre!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s