A arte de ouvir

6 Abr

Existem mundos que nós não vemos, mas que estão logo ali, diante de nós: num telefonema, em uma conversa de bar, no encontro inusitado, no desabafo do amigo e até em chat do msn. Mundos novos, mundos bons, que deixamos de conhecer pelo simples fato de não ouvir. Pois é, OUVIR. Ouvir é ato humilde, é saber que existem mundos que nós não vemos, e reconhecer que esses mundos existem é reconhecer que vemos pouco, vemos mal, vemos torto. Para conhecer este novo mundo é preciso sair do círculo fechado de nós mesmo e deixarmos nossas opiniões de lado. Claro que acredito que minhas opiniões são a mais pura e simples expressão da verdade – se não acreditasse, trocaria minhas opiniões por outras – e quando falo, quero que quem me escuta troque seus pensamentos pelos meus… mas ouvir é difícil, a resposta vem sempre rápida. Se levassem a sério o que digo, a resposta seria o silêncio. O silêncio de quem escutou e rumina o que eu disse, propondo-se a fazer parte do meu mundo. Assim, quando peço para me ouvir e você começa a me dar conselhos, não está fazendo o que pedi. Quando peço para me ouvir e começa a me dizer por que eu não deveria me sentir assim, está desacreditando no meu mundo. Eu peço silêncio! Me ouça! E se quiser falar, espere a sua vez – então eu ouvirei você.

Anúncios

Uma resposta to “A arte de ouvir”

  1. Gabriel de la Rosa 6 de Abril de 2010 às 6:39 PM #

    …………………………….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s